10 dicas para quem quer seguir na área de assessoria de imprensa


Autora: Gabi Ferrari



10 dicas para quem quer seguir 
na área de assessoria de imprensa

Assessoria de imprensa é uma atividade de gestão de relacionamento entre a marca e a mídia, uma das várias funções que um Relações Públicas pode atuar. Para trabalhar neste meio é muito importante que o profissional esteja preparado para agir e se comportar como um porta voz, tendo em vista que o mesmo será a imagem de quem está gerenciando. Então, hoje trago 10 dicas básicas, porém não únicas, para se sair bem como um porta voz, confere:

1.       Falar em público
Um dos pontos mais importantes é saber o que falar, estar a par de toda a situação para conseguir se expressar bem na hora de responder e ter a resposta na ponta da língua, sem gaguejar. Para isso, treine, fale sobre o assunto para alguém, na frente do espelho, na hora do banho, se prepare, assim consequentemente, você criará alto confiança.

2.       Cores de roupa
Roupas de cores neutras como marinho, preto, cáqui, tons de cinza, castanhos, bege são alguns exemplos de tons para usar, por conta do contraste e para não chamar tanta atenção, lembre-se, o que deve se destacar é o assunto. Dicas, azul fotografa bem, preto remete formalidade, vermelho e pink distorcem a imagem no caso de passar na TV. Na dúvida, branco e preto é o melhor efeito, mas nada de listrado.

3.       Estilo
Evite trajes com muito enfeite e acessórios extravagantes, eles podem te atrapalhar em algum momento e até chamar mais atenção do que o conteúdo que está falando, além disso, podem atrapalhar sua fala. Maquiagem discreta é a melhor opção, quanto mais natural mais confiança irá passar, o brilho é lindo, mas nessas horas nem tanto. Penteados também, evite grandes produções nesse momento.

4.       Sem nervosismo
Antes de iniciar pratique a respiração, respire fundo várias vezes, preste atenção no ar entrando e saindo. Desta forma, sua voz ficará mais cheia, menos nasal e você terá o controle da ansiedade. Ao perceber sinais de nervosismo durante a assessoria, faça uma pausa, respire e tente retomar o assunto, não tenha medo de perder tempo.

5.       Trabalhe a voz
É importante manter o ritmo, intensidade (nem muito alto, nem muito baixo), entonação e velocidade (saber pausar e respirar). Conseguindo trabalhar a voz, maiores são as chances de o público prestar atenção não só em você mais no conteúdo de sua fala. Dica, não altere o tom de voz, isso pode passar um ar de estres.

6.       Vocabulário
Nada de palavras vulgares, nem para descontrair, pode ser engraçado para você, mas o público pode não receber bem isso e transformar em algo negativo no momento de repassar a informação. Quanto usar o português correto, é ótimo, mas evite um discurso muito rebuscada, o importante é se fazer entender. Dica, leia, a leitura sempre aprimora o vocabulário.

7.       Expressão corporal
Gesticular para falar é ótimo, desde que, usados na hora correta e com moderação, para dar ênfase ou complementar a informação, mas sem exagero. E também, cuidado com a postura, os gestos podem nos fazer inclinar ou apoiar na mesa.

8.       Domínio da informação
Saiba tudo sobre o assunto, procure todos os detalhes, para saber responder o que for perguntado, sempre vão estar tentando achar um furo na sua fala, então busque saber de tudo, assim, evita o famoso “branco” e falta de resposta, o que causa um constrangimento, nervosismo e até um estres, que poderia ser evitado.

9.       Imagem positiva
Tenha carisma e empatia para ganhar a confiança dos jornalistas, você é a imagem da marca e ninguém quer ficar rotulado negativamente. Manter a cordialidade é outro ponto útil para sustentar a postura. Além disso, sempre os trate bem, mesmo nos momentos difíceis, eles estão lá fazendo seu trabalho, assim como você, desta forma facilita para os dois lados.

10.   Perguntas
É importante ouvir as perguntas até o final, para entende-las completamente. Além disso, mostre que está atento e interessado em tirar as dúvidas, isso passa segurança. Não tenha vergonha se for preciso pedir para que repita a pergunta, peça quantas vezes for necessário para garantir o entendimento. E elogie as perguntas, mesmo aquelas hostis. Dica, se houver uma pergunta negativa, reformule antes de responder, para que ela fique mais amigável.





Comentários