Posso experimentar? A Importância do Marketing Sensorial nos negocios

Autora: Francine Rita 


Quantas vezes nos fazemos essa pergunta, seja para experimentar uma sobremesa, um café, uma roupa, um salto de paraquedas.E porque temos esse anseio de experimentar o desconhecido, viver uma experiência seja ela positiva ou não. 
Do latim experientia, para a filosofia, todo conhecimento adquirido através da utilização dos sentidos, entendemos então, que para se obter experiência é impossível criá-la, é necessário vivenciá-la.
Num momento onde os números e métricas cedem espaço para o relacionamento e o conteúdo, a experiência precisa estar em evidência. Precisamos cativar nosso público através dos cinco sentidos. Muitas empresas já utilizam do marketing sensorial como uma estratégia para atrair e fixar suas marcas na mente dos consumidores, vale lembrar que aqui no Brasil essa estratégia ganhou força na década de 90.
O marketing sensorial é como se fosse uma subcategoria dentro do neuromarketing que é uma área científica do marketing que busca entender o comportamento do consumidor.
Se eu te perguntar sobre aquele cheirinho delicioso da Melissa? Na hora você associa a marca, não é mesmo?
É assim que o neuromarketing estuda as reações do nosso cérebro através desses estímulos, e o marketing sensorial é a ligação da nossa reação para com a efetivação da venda.
Nada mais é do que criar um elo, oferecer aos consumidores uma experiência com determinado produto e/ou serviço, de maneira simples e financeiramente econômica. Conhecer o perfil do seu público e os valores do seu negócio são essenciais para definir que tipo de experiência você espera proporcionar ao seu consumidor. O marketing sensorial pode fazer uma grande diferença no seu negócio, basta aplicá-lo com moderação e criatividade! Coloque a mão na massa! Faça um estudo, decida qual dos sentidos você pretende trabalhar, descubra de que maneira seu cliente pode ser surpreendido e conte pra gente aqui nos comentários!
Finalizamos com a frase do nosso querido Walt Disney: ~

“Você não constrói nada sozinho. Você descobre o que as pessoas querem e constrói pra elas”.

Comentários