Agora entendo Cora Coralina ou 7 lições de uma experiência como ministrante

(Esse é um post de cunho pessoal.)

Feliz é aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina’, proferiu a poetisa brasileira. Depois de ministrar duas turmas no Curso de Social Media e Gestão de Conteúdo da ABRP, finalmente entendi o sentimento que essa frase transmite. A felicidade de passar conhecimento a diante e perceber que ele está sendo realmente absorvido é imensa. 

Foi bem diferente de apresentar trabalhos na faculdade ou ser porta-voz de eventos, por exemplo. O tempo que tive para falar foi muito maior do que qualquer outra apresentação que já havia feito - totalizei 8 horas de curso para 100 pessoas. Sem contar o fato da pressão de saber que aquela galera pagou para escutar o que você tem a dizer. Responsa!


(Foto: Reprodução Facebook)
Uma coisa é certa: saí da sala de aula muito mais esperta do que entrei. Compartilho abaixo algumas coisas que aprendi com a experiência:

1. Menos é mais.
content-marketing-dilema.jpg
O clássico dilema do Marketing de Conteúdo se aplica nesse contexto: a quantidade de assuntos que podemos conversar é inversamente proporcional à quantidade de tempo que temos para desenvolvê-los. Portanto, foque na qualidade da discussão: estude, analise e filtre os conteúdos. Escolha assuntos que você domina, de forma que não seja necessária nenhum tipo de ‘cola’ para explicá-los: faça fluir naturalmente. Só assim as pessoas vão sentir sua confiança e darão credibilidade à apresentação. 

2. Não é fácil lidar com uma plateia. Esteja preparado!
Planejamento. RPs entendem bem disso. Depois de definir com sabedoria o conteúdo que será passado, monte sua apresentação e treine muito. Convide seus amigos para assistir. Eles vão enxergar coisas que você, super envolvido, não enxerga. Serão dicas valiosas! Não adianta mostrar o melhor conteúdo do mercado se não existir desenvoltura na hora de apresentar.

3. Conte sua  história e preste atenção na dos outros.


(Foto: Reprodução Facebook)
As pessoas se interessam por histórias. Conte a sua e engaje o público. É o storytelling da vida real. O facebook aberto na imagem acima, por exemplo, é o meu pessoal. Abri minha página e exemplifiquei com histórias verdadeiras. A tendência é que as pessoas façam o mesmo. Preste atenção e utilize como case! Todos gostam de ser ouvidos.

4. Ninguém sabe tudo de tudo.
Foi questionado de algo que não sabe? Nessa altura do campeonato a turma já conhece sua trajetória e vai entender quando você explicar que não domina este assunto. Seja humilde e tente achar a solução em parceria com o interlocutor.

5. Divirta-se e deixe isso ficar visível.


(Foto: Reprodução Instagram)
Ninguém gosta de ficar entediado. O público quer ser ensinado e entretido. A credibilidade passada vai ser maior se perceberem que você ama aquilo que está sendo apresentado. Eles vão entrar na sua vibe. Saiu alguma coisa fora do planejado? Dê risada e segue o baile!

6. Relaxa!
Calma, respira fundo! No final tudo da certo. Nervosismo só atrapalha. Precisamos de tranquilidade para conseguir colocar o planejado em prática de forma natural.

7. É como montar uma estratégia de Social Media.
Um dos slides apresentados foi esse:
slide.PNG

No final das contas, para construir um curso ou uma apresentação, precisamos seguir uma estratégia parecida:

Objetivo: Antes de qualquer coisa, precisamos definir o objetivo do curso/apresentação montada.
Imersão: Depois, entender com quem estamos falando. Qual o nível de  instrução de quem vai assistir, o que querem saber e de que forma seus conhecimentos podem ajudar.
Personalidade: Não tente ser o que você não é, nunca funciona. Seja você mesmo. Divirta-se. Envolva o público com a sua simpatia natural e amor pelo assunto.
Conteúdo: Defina com antecedência e com muita sabedoria o conteúdo que será passado. Lembre-se de que o tempo é finito e precisamos otimizá-lo. Dê prioridade para assuntos que você domina.
Análise: Faça uma boa análise de como foi sua apresentação. Se possível peça feedbacks para quem participou. Verifique o que deu certo, o que pode ser melhorado e melhore!  Afinal de contas, a vida é isso: fazer sempre melhor para atingir níveis cada vez maiores.

Por enquanto é isso. Quem sabe, logo pipoca outro post com mais lições de novas experiências bacanas. Quero agradecer imensamente a ABRP RS/SC por ter me dado a oportunidade de fazer algo pela primeira vez e toda a galera que participou desse momento.


(Foto: Reprodução Facebook)

Comentários

  1. Que bom que tu compartilhou essa experiência, fui no primeiro dia e achei muito legal.

    ResponderExcluir
  2. Eu fui no segundo! o/

    ResponderExcluir
  3. Conteúdo super relevante e palestrante super engajada. 🙏💗

    ResponderExcluir
  4. Conteúdo super relevante e palestrante super engajada. 🙏💗

    ResponderExcluir

Postar um comentário