Chegou a hora do estágio, e agora?

Fonte da imagem: http://www.blogdorodrigoferraz.com.br/v1/
Antes mesmo de entrar na faculdade, alguém vai te falar: o estágio é fundamental, você tem que fazer! Naquele momento pode parecer algo taxativo, mas depois você descobre que realmente é importante. Por isso, compreender e entender as nuances do mercado são essenciais para quem está começando.
Definitivamente, fazer estágio em RP é uma ótima maneira de aliar a teoria com a prática e pode ser considerada uma etapa fundamental no processo de aprendizagem e crescimento do estudante. Desde o início da faculdade, escutamos aquela clássica definição, quase que unânime entre os principais autores da área: o profissional de Relações Públicas tem como funções básicas diagnóstico, pesquisa, planejamento, coordenação, execução e avaliação. E nós pensamos: OK, é isso que eu quero fazer!
Porém, ao se deparar com o mercado de trabalho, percebemos que a teoria não converge, exatamente, com a prática. Bate um desespero, já que percebemos a necessidade de um profissional que entenda sobre o todo da comunicação, mas que priorize o relacionamento com o público (algo que dominamos bem) - nos sentimos confiantes de novo. Eis que essas vagas acabam sendo preenchidas por outros profissionais.


Então, surge a dúvida: será que estou fazendo tudo certo? Provavelmente não. Além do interesse no estágio, é importante que saibamos usar todos os elementos ao nosso favor, como as características de venda do publicitário e a cautela do jornalista.


Você vai finalmente entender para que serviu estudar o mix de comunicação integrada proposto pela Margarida Kunsch: a importância de manter-se atualizado, conhecer também as outras áreas e funções, ser multidisciplinar e entender que é necessário fazer até mesmo o que não gosta. Nunca se sabe quando você vai precisar daquilo na sua vida profissional.
Mesmo assim, podem surgir as perguntas: O mercado está mudando? A profissão de Relações Públicas está se renovando? Arrisco dizer que as duas coisas. A comunicação, mais do que nunca, está mudando e necessita do profissional de Relações Públicas: aquele que consegue interligar praticamente todas as funções de comunicação do mercado. Aos poucos, as organizações estão percebendo o nosso valor e é nosso papel nos qualificarmos para mostrar que merecemos esse reconhecimento.

Penso que a renovação e consolidação da profissão caminham por esses lados. Aceitar a demanda atual e abraçar essa nova mudança depende de nós. A maior dica que posso te dar é: fique ligado nas novidades e tendências da profissão. Descubra suas áreas de interesse e invista nisso. Relações Públicas é a profissão da vez, se soubermos aproveitar esse novo momento.

Comentários