[ESTUDO DE CASO] Funcionário pede e Starbucks muda dress code







Um funcionário descontente da rede Starbucks criou uma petição online pedindo a mudança do dress code da empresa, ou seja, seu código de vestimenta. Ele queria poder mostrar suas tatuagens. “Tatuagens são uma simples forma de expressão, e desde que não sejam ofensivas, acredito que deveríamos poder mostrá-las com orgulho”, disse o funcionário, “A missão do nosso estabelecimento diz: ‘Inspirar e nutrir o espírito humano – uma pessoa, uma xícara de café e uma comunidade de cada vez’. Isso exclui a comunidade tatuada? continuou (saiba mais aqui).


Esta semana a companhia anunciou a reivindicada mudança no dress code em um e-mail interno. 






Agora os funcionários poderão mostrar suas tatuagens, desde que não sejam no rosto ou no pescoço, e que não representem obscenidades ou palavrões. Além disso, poderão utilizar piercing na orelha (incluindo pequenos alargadores), no nariz, jeans escuro, lenços e acessórios que combinem com o icônico avental verde.

Algumas coisas se mantém à moda antiga, cabelos de cores não naturais (como azul, rosa, verde...), esmalte nas unhas e outros piercings faciais ainda não são permitidos. Mas postura da multinacional nos mostra a abertura para mudanças em empresas tradicionais. 

Isso nos fez refletir sobre a necessidade de atualização. O comportamento da população atualmente é muito diferente do que era em 1971, quando a Starbucks foi inaugurada, por exemplo. Segundo pesquisa do Terra, estima-se que atualmente 40% da população mundial seja tatuada, e que 78% da população seja a favor de que as tatuagens sejam autorizadas no ambiente de trabalho¹. Nós, como ótimos RPs que somos, precisamos encontrar um equilíbrio para que nosso público interno se mantenha tão satisfeito quanto o externo e os postos de alta gerência.

É possível perceber a representatividade da nova geração no mercado de trabalho, onde padrões convencionais precisam ser revistos, a fim de proporcionar mais conforto na rotina do funcionário e sua maior identificação com a marca, o que auxilia no aumento da produtividade e motivação da equipe.
Para nova geração de funcionários, empresas estão trazendo esta roupagem atualizada, demonstrando a flexibilidade do novo formato de gestão de negócios, além da possibilidade de alcance mercados ainda inatingidos, como apontado pelo Catho Online.

Uma coisa é certa: o responsável por esta ação no Starbucks acertou em cheio no quesito bem estar do público interno. E, ao fazer uma breve análise de público alvo, acreditamos que os frequentadores do estabelecimento não se importarão com essa mudança, alguns sequer perceberão. 



Simples atos podem fazer toda a diferença.


"Trabalhar na Starbucks agora é muito melhor. Na segunda a gente vai poder mostrar nossas tatuagens e piercings"

"Ahhh agora posso trabalhar com um jeans preto, usar jóias e mostrar minhas tatuagens na Starbucks!"

"Na segunda, todos os funcionários da Starbucks poderão usar lenços e mostrar as tatuagens. Estou tão animada!"


Comentários